Sopa criolla

Uma sopa nutritiva e revigorante, muito saborosa e um pouco picante. Pra aquecer e alimentar com qualidade! Não deixe de provar!

Ingredientes:

½ xícara de óleo vegetal

½ xícara de farinha de trigo

2 linguiças calabresa

1 cebola grande

2 pimentões médios de cores diferentes

2 tomates grandes sem pele e sem semente

½ salsão sem as folhas

1 e ½ xícara de arroz

Páprica picante

Pimenta do reino

Pimenta caiena

½ maço de cebolinha

2 litros de água

Modo de preparo:

Em uma panela grande de ferro fundido, coloque o óleo e a farinha e leve ao fogo mexendo sempre até que o roux esteja com uma cor dourada e com aroma de amêndoas torradas. Reduza o fogo e adicione a linguiça, a cebola, os pimentões, os tomates e o salsão (todos cortados em pedaços médios) e refogue por uns 10 a 15 minutos, junte 2 xícaras da água, mexa, tampe a panela e cozinhe até que seque todo caldo. Em seguida, adicione o arroz, o restante da água e cozinhe por aproximadamente 30 minutos ou até que o arroz esteja bem macio, mexendo de vez em quando. Tempere com as pimentas, sal, páprica e a cebolinha bem picada. Sirva em seguida.

Bom apetite!

Maria Sônia

Anúncios

Fava com linguiça calabresa e bacon

Um prato com a cara do Brasil nordestino, cheio de sabor e textura! Prove essa delícia!

Ingredientes:

500 g de fava seca

2 linguiças calabresa

150 g de bacon não muito gorduroso

2 xícaras de molho de tomate de boa qualidade (usei caseiro: https://mariamestrecuca.wordpress.com/2013/06/13/molho-de-tomates/)

4 dentes de alho

1 folha grande de louro

½ maço de coentro

1 pimenta dedo de moça (opcional)

Modo de preparo:

Lave a fava, deixe-a de molho imersa em água por 3 horas. Escorra dispensando a água, coloque a fava em uma panela de pressão com 1 litro de água e leve ao fogo, quando ferver, escorra dispensando a água, coloque mais água, o suficiente para cobrir a fava, e leve de volta ao fogo, quando ferver, tampe a panela e cozinhe por 10 minutos após pegar a pressão, retire do fogo e deixe a pressão sair naturalmente. Em uma panela larga (de preferência de fundo grosso), coloque a linguiça cortada em pedaços pequenos, o bacon, o azeite, o louro e o alho amassado, refogue um pouco, junte a fava sem o caldo da cocção e refogue por uns 5 minutos, em fogo baixo, adicione o molho de tomate e o sal e tampe a panela, mantenha em fogo baixo mexendo de vez em quando até que a fava esteja macia. Está pronta a mais deliciosa fava. Tão maravilhosa que até os que torcem o nariz vão se maravilhar e querer mais. Tem dúvida? Então experimente e verá!

Dicas

As favas Phaseolus lunatus L. são uma fonte de alimento e renda. Seu cultivo ainda é relativamente limitado, devido a maior tradição de consumo do feijão comum (P. vulgaris L.). O seu sabor característico meio amargo, fazem com que permaneça no mercado por mais tempo do que os feijões comuns e isso é um dos fatores que prolongam seu tempo de cocção. Por isso é muito importante que se observe a textura da fava quando colocada de molho: se após 3 horas de molho a fava ainda estiver com os grãos engelhados, precisará ficar mais tempo de molho, nesse caso, pode se deixar de um dia para o outro. Mas, se após as 3 horas os grãos estiverem crescidos e lisos, siga a receita indicada acima. Importante fazer essa observação e perceber se a fava foi colhida há muito tempo, o que levará mais tempo no fogo para que fique cozida ao ponto: macia, mas com os grãos inteiros. A fava destaca-se com relativa importância econômica e social por causa de sua rusticidade. Assim faz-se necessário o incentivo à utilização de técnicas de melhor aproveitamento desse recurso natural para o agricultor que busca alternativas para o convívio com a seca.

Que sabor!

Maria Sônia

Tomate seco caseiro temperado

Algumas preparações feitas em casa tem impressionante superioridade àquelas encontradas no mercado. Esse tomate seco caseiro temperado é de uma delicadeza e sabor que só provando para saber! Experimente!

Ingredientes:

2 kg de tomates italiano (San Marzano)

1 colher de sopa de sal

¾ de xícara de azeite extra virgem

1 colher de sopa de açúcar cristal

5 dentes de alho

1 colher de chá de orégano seco

1 colher de chá de salsinha desidratada

½ colher de chá de manjericão seco

Pimenta do reino a gosto (opcional)

Modo de preparo:

Lave os tomates, corte-os ao meio e retire todas as sementes. Coloque os tomates em uma forma com a parte da pele para baixo, salgue-os com o sal, cuidando para que o sal seja bem distribuído em toda a polpa. Despeje os tomates em um bowl, cubra e deixe repousar por 4 horas. Passado o tempo indicado, coloque-os em uma peneira ou escorredor de massas, emborcados, isso é, com a parte da pele para cima. Ponha a peneira sobre um bowl e deixe escorrendo a salmoura por umas 5 horas ou durante a noite. No dia seguinte, arrume os tomates em uma forma com a pele para baixo, leve ao forno baixo preaquecido e asse por 4 horas com o forno entreaberto. Isso para forno convencional, em fornos combinados, use a opção seca. Depois de assados, retire do forno, reserve até que estejam frios. Em uma caçarola média, coloque o azeite, leve ao fogo para amornar, retire do fogo, adicione o alho, o açúcar e as especiarias, mexa, adicione os tomates secos reservados, mexa novamente para que todos os tomates peguem os temperos. Guarde na geladeira em vasilha de vidro ou louça bem fechada. O ideal é guardar por uma semana, aproximadamente, antes de usar, assim os tomates adquirirão sabor.

Dicas:

Recomendo que essa receita seja seguida passo a passo, por ser importante que os tomates sejam salgados e o líquido, drenado, pois, nesse processo irá ser eliminada 1 e 1/4 de xícara de água que contém nos tomates e essa eliminação evita que os tomates cozinhem em vez de assarem ou que você fique trocando-os de forma pelo acúmulo de líquido. Se optar por armazenar por mais tempo, acomode os tomates em vidros esterilizados. Como os tomates estão frios, os vidros também devem estar, não podem ser vidros quentes. Limpe as bordas dos vidros, tampe, coloque os vidros em uma panela, adicione água até encostar na tampa, leve ao fogo, deixe ferve por 5 minutos, desligue o fogo e deixe os vidros permanecerem na panela até que a água esfrie, conservando-os assim no vácuo.

Sabor inigualável!

Maria Sônia

Biscoitos de gergelim

Doces ou travessuras? Nenhum dos dois! A receita de hoje, apesar de ser especial para o Halloween, é salgada e uma gostosura! São biscoitos ótimos para servir no lanche ou de entrada. Não deixe de provar!

Ingredientes:

2 xícaras de farinha de trigo

½ xícara de gergelim preto

½ xícara de gergelim branco

1 ovo

2 colheres de manteiga ou margarina gelada

1 colher de gordura vegetal em temperatura ambiente

1 colher de chá de colorau

1 colher de chá de fermento em pó

½ colher de chá de chimichurri picante

¼ de xícara de água bem gelada

Modo de preparo:

Em uma panela pequena, junte os dois tipos de gergelim e torre em fogo baixo mexendo sem parar até que o gergelim branco esteja dourado, retire do fogo e despeje em um prato, reserve até que esteja totalmente frio. Sobre um bowl, peneire os ingredientes secos, junte a margarina, a banha e o ovo, mexa com o auxílio de um garfo e vá adicionando a água aos poucos, dispense o garfo e amasse a massa com a mão sem sovar. Faça uma bola com a massa, cubra com um plástico e deixe-a descansar por 30 minutos. Passado o tempo indicado, abra a massa com rolo sobre uma superfície seca, na espessura de ½ cm, corte os biscoitos com um cortador de sua preferência e arrume-os em uma forma untada com margarina e polvilhada com farinha. Faça uma bola com as rebarbas de massa e abra-a novamente, cortando mais biscoitos. Repita esse processo até a massa acabar. Leve para assar em forno médio preaquecido por aproximadamente 15 minutos, retire do forno e deixe esfriar. Depois de frio, guarde-os em um vidro hermeticamente fechado.

Dicas:

Caso não possua cortadores para biscoitos, pegue pequenas porções de massa e molde com as mãos.

Aproveite seu Dia das Bruxas!

Maria Sônia

Refogado de folhas de cenoura e Catalônia

Um refogado simples e muito nutritivo feito com folhas que geralmente são desprezadas, cujo potencial nutricional é mal aproveitado pela população em geral. Se é adepto(a) à alimentação saudável e ao reaproveitamento de alimentos, não deixe de provar!

Ingredientes:

Folhas de 3 maços de cenouras

1 maço de Catalônia

1 cebola grande cortada em meia lua

3 colheres de sopa de azeite

3 colheres de sopa de molho de soja

1 colher de sopa de óleo de gergelim

Modo de preparo:

Lave bem as folhas das cenouras e a catalônia, reserve-as. Leve ao fogo uma panela com 1 e ½ litro de água, quando ferver, adicione as folhas de cenoura e branqueie/ escalde-as por 3 minutos, retire com o pegador de macarrão colocando-as em uma peneira, reserve. Branqueie a catalônia na mesma água, do mesmo modo. Leve ao fogo uma panela com o azeite e a cebola, refogue sem deixar dourar, adicione as folhas picadas, o molho de soja, o óleo de gergelim, mexa, cozinhe em fogo baixo sem adicionar água por uns 7 minutos.

Dicas:

A folha da cenoura é mais rica em ferro do que o espinafre a e a couve, pode ser consumida de diversas maneiras: frita, refogada, em recheios de massas, em sucos e até como substituta da salsinha. Nesse último caso, lave as folhas, remova os talos grossos e deixe as folhas secarem bem ao sol. Depois de secas, aperte entre as mãos, sobre um prato para esfarelar as folhas. Guarde em recipiente seco e bem fechado e use como quiser.

A Catalônia é uma folha de sabor ligeiramente amargo, à semelhança da rúcula, pode ser consumida crua ou refogada.  Rica em cálcio, ferro, fósforo, vitaminas A, C e do complexo B. Auxiliando na saúde dos olhos e pele, protegendo contra infecções e fortalecendo ossos e dentes, além de agir no crescimento.

   dsc09213.jpg   dsc09212

Aproveite!

Maria Sônia

Cappuccino caseiro

Café é uma das paixões do brasileiro, sendo consumido diariamente por muitos. Apesar de gostar do tradicional cafezinho preto, às vezes inovo um pouco. Aprenda a preparar uma deliciosa e muito prática mistura pronta em pó para cappuccino! Assim, você poderá desfrutar de um cappuccino quando desejar, sem despender tempo ou grande custo para isso. Aproveite!

Cappuccino

Ingredientes:

50 g de café solúvel Nescafé original

1 colher de sopa de goma xantana (opcional, dá a cremosidade ideal)

1 e ½ xícara de leite em pó

1 xícara de chocolate em pó 100% cacau

1 e ¼ de xícara de açúcar refinado

½ colher de sopa de canela em pó

1 colher de chá de cardamomo (opcional)

1 colher de chá de bicarbonato

Modo de preparo:

Coloque no copo do liquidificador o nescafé e a goma xantana e bata por 3 minutos. Despeje em um bowl de louça ou de vidro e junte todos os outros ingredientes, misture e, em seguida, bata aos poucos no liquidificador por 5 minutos cada porção. Guarde em um vidro hermeticamente fechado.

Sugestão de consumo – Cappuccino gelado

Ingredientes:

200 ml de leite

2 colheres de sopa de pó para cappuccino

Raspas de chocolate

Modo de preparo:

Leve o leite ao freezer ou congelador, quando estiver quase congelado, coloque no copo do liquidificador, adicione o pó para cappuccino caseiro e bata até ficar cremoso. Sirva com raspas de chocolate a gosto.

 

   Delicioso!

Maria Sônia

Tapioca de shimeji com queijo branco

Tapioca é uma opção de refeição rápida e saudável que vem se tornando cada vez mais querida e popular. A variedade de recheios que podem ser usados é enorme e depende apenas de sua criatividade. A ideia de hoje é prepará-la com queijo branco ou tofu e cogumelo shimeji. Ficou divina! Não deixe de experimentar!

Tapioca

Ingredientes:

2 xícaras de goma seca para tapioca (ou tapioca pronta)

¾ de xícara de água (dispensada no caso de uso de tapioca pronta)

Recheio

Ingredientes:

300 g de cogumelo shimeji

Suco de ½ limão

1 colher de sopa de manteiga

½ colher de café de sal

1 e ½ xícara de queijo branco ou tofu ralado

1 colher de chá de orégano

½ colher de chá de manjericão

Noz-moscada, pimenta do reino a gosto

1 colher de sopa de flores de manjericão roxo para finalizar

Modo de preparo:

Caso prepare a massa para tapioca: coloque a goma em um bowl, adicione a água, misture e passe sobre uma peneire, reserve. Coloque os cogumelos imersos em água, junte o suco do limão e deixe de molho por 5 minutos, lave e aperte-os para remover o excesso de água, reserve. Leve ao fogo uma caçarola com a manteiga, adicione os cogumelos e o sal e cozinhe em fogo alto por alguns minutos, retire do fogo e reserve. Rale o queijo/ tofu e tempere. Leve ao fogo baixíssimo uma frigideira teflonada, coloque porção da massa para tapioca, ponha porções do queijo e do cogumelo por cima, cubra com uma tampa e asse por uns 2 minutos, finalize com as flores de manjericão. Sirva quente, aberta ou fechada.

Dicas:

Coso não use toda a massa preparada, guarde-a na geladeira em saco plástico ou em vasilha fechada para não ressecar.

   DSC09160   DSC09154

Linda e deliciosa!

Maria Sônia

Quiche de arroz com espinafre

Esse quiche é de fácil preparo e o resultado é maravilhoso, realmente não tem erro. Espero que você prove e goste, bom apetite!

Massa

Ingredientes:

3 xícaras de farinha de trigo

1 xícara de água

2 colheres de sopa de manteiga ou margarina

3 colheres de sopa de óleo

1 colher de sobremesa de fermento

½ colher de chá de sal

Modo de preparo:

Sobre um bowl, peneire a farinha com o sal e o fermento. Adicione a margarina e o óleo e mexa vagarosamente, juntando a água aos poucos. Amasse a massa com a mão sem sovar, o suficiente para obter uma massa lisa. Faça uma bola com a massa, cubra-a com um plástico ou um pano úmido e deixe repousar por 30 minutos. Divida a massa em 2 porções, abra uma a uma com o rolo de abrir massas, arrume em 2 formas para torta, fure a massa no fundo da forma com o auxílio de um garfo e reserve.

Recheio

Ingredientes:

4 xícaras de arroz cozido

1 maço de espinafre

4 ovos

200 ml de creme culinário ou creme de leite sem o soro

300 g de queijos sortidos picados

1 colher de chá de sal

Pimenta do reino, noz-moscada

Modo de preparo:

Lave e branqueie (escalde) o espinafre em água fervente por 3 minutos, escorra descartando a água. Em seguida, pique o espinafre e coloque-o em um bowl, adicione o arroz cozido como de costume, os ovos batidos como para omelete, o creme culinário/ creme de leite, os queijos e os temperos, mexa e recheie as massas reservadas. Asse em forno médio preaquecido por aproximadamente 40 minutos. Sirva quente.

   dsc09033   dsc09030

Imperdível!

Maria Sônia

Creme de abóbora com bredo

Essa receita combina a usual abóbora, muito usada para o preparo de sopas e cremes como esse com uma PANC (Planta Alimentícia Não Convencional). A plantinha de nome bredo, também conhecida como caruru, é rica em vitaminas A, B1, B2, C, potássio, ferro e cálcio. Muito comum, nasce e cresce praticamente em qualquer lugar, você até pode cultivá-la em casa em um vaso, já que ela é simples de cuidar e de crescimento rápido. Para isso, basta um lugarzinho com incidência de sol direta. O bredo também pode ser usado refogado como acompanhamento ou em diversas preparações como farofas e cozidos. Dê uma chance ao diferente e surpreenda seu paladar!

Ingredientes:

300 g de bredo

500 g de abóbora cabotiá

2 colheres de sopa de óleo ou azeite

1 cebola grande

2 dentes de alho

Sal, pimenta do reino e noz-moscada a gosto

Modo de preparo:

Lave o bredo, pique-o bem, reserve. Leve ao fogo uma panela com o azeite, refogue a cebola e o alho também bem picadinhos. Em seguida adicione a abóbora cozida e batida no liquidificador, tempere e cozinhe até que o bredo esteja macio. Sirva quente acompanhado de queijo ralado e pão.

 

   dsc09107   dsc09098

Bom apetite!

Maria Sônia

Suflê de mandioca e alho-poró

Você não pode imaginar o delicioso sabor desse suflê! Bem macio e estruturado pelo fato de ter como ingrediente de base a mandioca e muito gostoso pela adição do alho-poró, que para mim, tem um sabor único. Não deixe de provar essa receita!

Ingredientes:

1 kg de mandioca

2 alhos-poró

4 ovos

1 xícara de queijo meia cura ralado

½ xícara de leite

½ xícara de creme de leite sem soro

3 colheres de sopa de manteiga ou margarina

Noz-moscada e pimenta do reino a gosto

Manteiga e farinha de aveia para a forma

Modo de preparo:

Cozinhe a mandioca como de costume. Depois de cozida, escorra dispensando a água, remova a fibra central de cada pedaço , em seguida, passe-a pelo espremedor de batatas e reserve. Lave os troncos (parte branca do alho-poró) e corte-os em rodelas, reserve. Leve ao fogo uma panela com a manteiga, junte o alho-poró e refogue por uns 3 minutos, adicione a mandioca, o leite e creme de leite, mexa e retire a panela do fogo. Tempere com a noz-moscada e com a pimenta do reino, adicione o queijo e as gemas uma a uma, mexendo a cada adição e, por último, adicione as claras batidas em ponto de neve. Unte com manteiga e polvilhe com farinha de aveia (flocos finos) uma forma, acomode o suflê cuidadosamente, leve-o para assar em forno médio pré-aquecido por aproximadamente 40 minutos.

Dicas:

Você pode substituir a farinha de aveia usada na forma por farinha de rosca. Caso queira, adicione carne seca, cozida e desfiada. Para isso, junte à receita ao mesmo tempo em que adicionar o queijo.

   dsc09056   dsc09079

Aproveite!

Maria Sônia