Pão saloio recheado de bacalhau

Saloios é o termo usado para denominar os camponeses dos arredores de Lisboa ao norte do rio Tejo que antigamente iam até Lisboa vender seus produto agrícolas. Pão saloio quer dizer pão da roça. Essa versão (deliciosa!) é recheada de bacalhau. O bacalhau fica úmido e tenro. Receitinha rápida e fácil pra comer bem quente nos dias frios de inverno. Aproveite!

Recheio

Ingredientes:

350 g de bacalhau dessalgado

3 colheres de sopa de azeite

1 cebola média

Massa

Ingredientes:

100 ml de creme de leite culinário

3 colheres de sopa de azeite

1 ovo

250 g de farinha de trigo

½ colher de sopa de fermento em pó

Noz-moscada e pimenta do reino a gosto

½ colher de sopa de salsa desidratada

½ colher de café de sal

½ colher de sopa de leite com um pouco de café (para pincelar a massa)

Modo de preparo:

Dessalgue o bacalhau: leve ao fogo uma panela com ½ litro de água, quando ferver, adicione o bacalhau, quando a água voltar a ferver, retire do fogo, escorra dispensando a agua, desfie o bacalhau não muito fino, reserve. Leve ao fogo uma caçarola com o azeite e refogue a cebola cortada em meia lua, sem deixar dourar, junte o bacalhau, mexa, retire do fogo. Prepare a massa seguindo a adição dos ingredientes como escrito acima. Divida-a em duas partes, com uma parte, forre o fundo e a lateral de uma forma pequena, acomode o bacalhau, cubra com o restante da massa, pincele com a mistura de leite com café, leve para assar em forno médio preaquecido por aproximadamente 20 minutos ou até que a massa esteja dourada. Sirva quente.

Dicas:

A massa é maleável e não gruda nas mãos, recomendo não adicionar mais farinha, para obter um bom resultado após assada. Não recomendo adicionar legumes a essa receita, para evitar o acúmulo de líquido, caso queira servir acompanhado de legumes, prepare-os a parte.

Bom apetite!

Maria Sônia

Anúncios

Doce de banana prata de corte

Essa receita é indicada para você que tem muitas bananas a disposição ou que se esqueceu de usá-las e maduraram demais, ficando impróprias para o consumo in natura. Então aproveite sem desperdícios essa deliciosa fruta preparando um doce rápido e que leva pouquíssimos ingredientes! Espero que goste!

Ingredientes:

12 bananas prata bem maduras

250 g de açúcar cristal

Suco de um limão

Modo de preparo:

Descasque as bananas, amasse-as com o auxílio de um garfo, adicione o suco de limão, misture. Coloque em uma panela (de preferência de inox), adicione o açúcar e leve ao fogo. Quando começar a ferver, reduza o fogo, cubra a panela com uma toalha de prato limpa e umedecida prendendo as pontas para que não encoste nas labaredas do fogo. Cozinhe o doce mexendo de vez em quando. Após o doce desgrudar do fundo da panela, mantenha-o no fogo por mais uns 20 minutos mexendo continuadamente. Retire do fogo, despeje em uma vasilha de vidro ou de louça e deixe esfriar. Depois de frio, caso queira, corte o doce e passe no açúcar impalpável. Irão ficar iguais às “bananinhas” que adquirimos prontas.

Uma verdadeira delícia!

Maria Sônia

Docinhos de leite ninho com Nutella

Um docinho que está na moda e tem cada vez mais ganhado espaço nas festas é o de leite Ninho recheado com Nutella. O brigadeiro de leite em pó combina perfeitamente com o creme de avelã, fica difícil resistir! Doce fácil de fazer porque nem ao fogo vai, você não tem desculpas para não provar!

Ingredientes:

3 xícaras de leite em pó

1 xícara de açúcar de confeiteiro

1 lata de leite condensado

1 pote de Nutella (350 g)

1 xícara de açúcar impalpável para finalizar

Modo de preparo:

Em um bowl, coloque o açúcar de confeiteiro e o leite em pó, misture e vá adicionando aos poucos o leite condensado mexendo continuadamente. Em seguida, pegue pequenas porções e boleie entre as mãos, faça uma cavidade no docinho com o auxílio de uma faca sem ponta e coloque o recheio de Nutella, feche, e volte a bolear. Passe a bolinha no açúcar impalpável e acomode-os em forminhas de papel. Repita esse processo até terminar toda a base. Rendimento: 100 mini docinhos.

Dicas:

Torna-se mais rápido e fácil rechear os docinhos usando um saco de confeiteiro ou bico para rechear churros.

Irresistível!

Maria Sônia

Doce em calda de casca de laranja Bahia

A laranja Bahia tem uma casca grossa, ótima para o preparo de doce em calda ou cristalizado. Aproveite essa receita e se delicie!

Ingredientes:

Cascas de 6 laranjas baianas

400 g de açúcar

1 pedaço de canela em pau

500 ml de água

Modo de preparo:

Lave as laranjas, raspe-as com o auxílio de uma faca de serra ou rale-as levemente em um ralo fino, de forma a remover só o sumo amargo que se encontra externamente na casca. Em seguida, lave e corte as laranjas em cruz, remova a polpa, coloque as cascas obtidas em um bowl durante 3 dias trocando a água diariamente. Após os três dias, dispense a água, lave as cascas e reserve. Coloque em uma panela o açúcar, os 500 ml de água e a canela, leve ao fogo. Quando ferver, reduza o fogo e adicione as cascas reservadas. Cozinhe em fogo baixo sem mexer até que as cascas fiquem translúcidas e macias.

Dicas:

  • A polpa pode ser usada para o preparo de bolos, saladas de frutas, sucos etc.
  • Esse doce cozinha-se sem mexer para que a calda não cristalize.
  • Perfeito para servir quente com sorvete, adicionar a saladas de frutas, usar no preparo de biscoitos (nesse caso, cortado em pequenos pedacinhos).

Lindo de ver e delicioso de comer!

Maria Sônia

Creme de milho verde e mandioca

Milho e mandioca, dois alimentos indispensáveis na cozinha brasileira, andando lado a lado nessa receita deliciosa. Os dois se complementam sem haver disputas e sim uma combinação perfeita, de cremosidade e sabor sem iguais.

Ingredientes:

1 litro de água

2 xícaras e ½ de milho verde

200 g de mandioca cozida

1 cebola grande

2 dentes de alho

2 colheres de sopa de óleo

1 pimenta dedo de moça sem as sementes

1 colher de sobremesa de sal

Noz-moscada moída na hora

½ maço de coentro fresco

1 colher de sopa de manteiga

Modo de preparo:

Descasque o milho, remova os “cabelos”, com uma faca, retire os grãos do sabugo cuidadosamente, reserve. Leve ao fogo uma panela com o óleo, a cebola e o alho, refogue sem deixar dourar, adicione o milho, mexa e adicione uma xícara da água, cozinhe por uns 10 minutos. Retire do fogo, bata no liquidificador o milho junto com mandioca, despeje de volta à panela e leve ao fogo baixo. Tempere com a pimenta dedo de moça bem picadinha, a noz-moscada e o sal. Cozinhe em fogo baixo mexendo de vez em quando por 10 minutos. Desligue o fogo, adicione a manteiga, o coentro bem picado e sirva em seguida.

Dicas:

Caso goste, adicione a essa receita 100 g de toucinho fresco sem pele. Nesse caso, refogue-o junto com o milho em grão e em seguida bata junto e siga os outros passos da receita normalmente.

Aproveite o inverno!

Maria Sônia

Beijinhos de mandioca

Beijinho é um dos doces de presença obrigatória em festas. Aprenda a preparar uma versão sem leite condensado, que irá surpreender seu paladar e agradar aqueles que são intolerantes à lactose ou veganos. Será impossível comer um só… Deliciosos!

Ingredientes:

2 xícaras de mandioca cozida

1 xícara de açúcar cristal

1 xícara de leite em pó (ou leite de soja em pó/ extrato de soja)

1 xícara de coco fresco raspado ou ralado no ralo fino

1 colher de sopa de margarina

½ xícara de coco para a finalização

Modo de preparo:

Passe a mandioca cozida sem sal pelo espremedor de batatas ou, caso estejam muito enxutas, passe-as por um ralo fino. Meça 2 xícaras bem cheias, coloque em uma panela, junte todos os outros ingredientes (exceto o coco para a finalização) e misture bem, leve a panela ao fogo baixo e cozinhe mexendo continuadamente até desgrudar totalmente do fundo da panela. Retire do fogo, despeje em um prato levemente untado com margarina e deixe esfriar. Molde os beijinhos, passe-os no coco e acomode-os em forminhas.

Uma surpreendente delícia!

Maria Sônia

Filé de merluza empanado com molho de oiti e coco

O oiti é um fruto típico do serrado, de sabor único e incomparável. Adicionado a essa receita fez toda diferença, combinando perfeitamente com o sabor do coco. Um molho incrível para servir com peixe, frango, legumes salteados etc. Experimente e me diga se gostou, OK?

Ingredientes:

500 g de filé de peixe de sua preferência (usei Merluza)

Suco de um limão

1 colher de chá de sal

Salsa desidratada a gosto

Pimenta do reino moída na hora a gosto

Polpa de 2 oitis (batidas no liquidificador com ½ xícara de água)

200 ml de leite de coco

1 colher de óleo

2 dentes de alho grandes

Sal a gosto

2 colheres de sopa de farinha de trigo

1 xícara de farinha de mandioca Deusa (para empanar)

Modo de preparo:

Filés

Com os filés já limpos e em um bowl, adicione o suco do limão, deixe descansar por uns 2 minutos e remova o suco apertando os filés entre as mãos, coloque-os de volta ao bowl e tempere com sal, pimenta do reino e salsa. Cubra o bowl e deixe em repouso por uns 30 minutos para pegar o sabor dos temperos. Passado o tempo, passe os filés na farinha de mandioca e frite-os em óleo quente até a farinha começar a dourar. Retire o peixe e vá colocando em papel toalha para retirar o excesso de óleo.

Molho

Em uma panela, refogue o alho no óleo sem deixá-lo dourar. Adicione o suco do oiti obtido da polpa, o leite de coco e o sal e deixe ferver em fogo baixo por uns 5 minutos. Adicione a farinha de trigo dissolvida em um pouco de água previamente, mexendo sem parar para não empelotar, e cozinhe por mais uns 5 minutos. Retire do fogo e sirva o molho sobre o peixe.

Dicas:

Não deixe o peixe fritar por muito mais tempo após a farinha começar a dourar para que o peixe fique suculento e não ressecado.

Surpreendente!

Maria Sônia

Bucha refogada

A bucha vegetal quando seca é muito útil, utilizada para limpeza geral e esfoliação corporal. Muitas pessoas optam por usá-la, contribuindo com o meio ambiente, já que as buchas sintéticas são feitas a base de petróleo e, quando descartadas, permanecem no meio ambiente por muito tempo. Mas, hoje falaremos das propriedades da bucha como alimento. Fruto rico em minerais como cálcio e ferro e em vitaminas. Para serem usadas em receitas devem ser colhidas quando bem jovens, mais ou menos quando atingirem o tamanho do pepino caipira, para que internamente estejam como a abobrinha, sem sementes. Espero que prove a aprove!

Ingredientes:

500 g de bucha

3 colheres de sopa de azeite ou óleo de sua preferência

1 cebola média

2 tomates sem pele e sem sementes

2 dentes grandes de alho

½ colher de sopa de salsa fresca bem picada

1 pimenta dedo de moça sem semente e picadinha

Sal ou caldo de legumes a gosto

Modo de preparo:

Coloque o azeite em uma panela, adicione a cebola e o alho e leve ao fogo para refogar sem deixar dourar. Enquanto isso, descasque as buchas com o descascador de legumes, removendo a casca verde. Corte a bucha em pedaços, coloque na panela e refogue mais um pouco, tempere com o restante dos ingredientes e adicione os tomates, cozinhe por uns 3 minutos ou mais se desejar.

Dicas:

Por oxidar (escurecer) com muita rapidez, é importante que após removidas as cascas, sejam logo cortadas e utilizadas.

Suas folhas, raízes e sementes são medicinais, usadas na fitoterapia.

   Experimente!

Maria Sônia

Abobrinha dourada no azeite

A abobrinha não é um legume como muitos pensam e sim um fruto. Neutro, pode ser usado em receitas doces e salgadas e são muitas as variações possíveis. Esse preparo é um dos mais básicos. Aproveite, bom apetite!

Ingredientes:

3 abobrinhas médias

Óleo para untar a frigideira

Azeite a gosto

Sal, orégano, manjericão e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:

Lave as abobrinhas, seque com papel toalha e corte-as em rodelas não muito finas. Leve ao fogo uma frigideira teflonada com algumas gotas de óleo, quando esquentar, coloque as rodelas de abobrinha até cobrir todo o fundo da frigideira, mantenha em fogo alto por uns 5 minutos, vire para que doure o outro lado, retire colocando em um prato, reserve. Repita o processo com o restante. Quando terminar, coloque na mesma frigideira o alho e doure um pouco, retorne a abobrinha reservada à frigideira, adicione o azeite e os temperos a gosto. Sirva quente.

Dicas:

  • Use óleo para dourar a abobrinha, pois, a gordura do azeite satura, portanto deixe-o para adicionar no final do preparo.
  • É importante que essa receita seja preparada em fogo alto para que a abobrinha fique dourada sem amolecer ou juntar líquido.

   dsc00168

Fácil e delicioso!

Maria Sônia

Alfajor caseiro

Se você já teve o prazer de viajar ao Uruguai ou à Argentina, certamente conhece os deliciosos alfajores que nossos vizinhos são especialistas em fazer. Cheguei a essa receita depois de alguns testes e modificações, a bolacha ficou crocante na medida, soltinha e de sabor sem igual. Teste em casa e aproveite essa iguaria.

Ingredientes:

Massa

2 ½ xícaras de farinha de trigo

100 g de margarina de boa qualidade

½ xícara de açúcar

1 ovo

1 gema

2 colheres de mel

½ colher de sopa de fermento em pó

½ colher de sopa de essência de baunilha

Recheio

Ingredientes:

350 g de doce de leite bem consistente e de boa qualidade

¾ de xícara de coco fresco ralado

Cobertura

300 g de chocolate meio amargo

Modo de preparo:

Bata o açúcar com o ovo, a gema e a margarina na batedeira até fica esbranquiçado, dispense a batedeira. Adicione a essência e a farinha peneirada com o fermento, mexa com um pão duro ou espátula, dispense a espátula e amasse a massa com a mão. Faça uma bola com a massa e deixe-a repousar na geladeira por 30 minutos. Abra a massa na espessura de ½ cm e corte com um cortador apropriado para biscoitos redondos no tamanho desejado, arrumando-os em uma assadeira untada com margarina e polvilhada com farinha de trigo. Leve para assar em forno médio preaquecido por aproximadamente 10 minutos, não deixe dourar muito. Retire do forno e cubra a forma com papel manteiga até que estejam frios. Recheie e cubra com chocolate. Rendimento: 20 alfajores grandes.

Dicas:

Caso use o coco fresco, assim como eu, leve-o ao forno para secar até ficar crocante sem dourar.

Irresistível!

Maria Sônia